A vitamina C além de ser a vitamina mais conhecida por via oral, e um dos antioxidantes mais empregados em produtos cosméticos. Sua aplicação se deve, principalmente, por agregar mais de uma propriedade a pele, o que chamamos de agente multifuncional. O mecanismo pelo qual o ácido ascórbico atua na síntese de colágeno é complexo e ainda não totalmente esclarecido. Recentemente ficou demonstrado que a vitamina C tópica aumenta os níveis de RNA-m dos colágenos I e III, suas enzimas de conversão e o inibidor tissular das metaloproteinases matriciais do tipo I, na derme humana.
A ação antioxidante da vitamina C é do grupo presente em sua molécula, que é fortemente redutor e reativo. Este mecanismo dificulta as reações de oxidação causadas pelos radicais livres que temos, preservando a integridade dos componentes celulares e dificultando a ação de oxidação e escurecimento da pele.
A vitamina C também possui atividade clareadora. Como ela dificulta as reações de oxidação da tirosina e demais produtos intermediários como dopa e dopaquinona, bloqueia assim, parcialmente a síntese de melatonina, que é uma das responsáveis pela pigmentação da pele. Experimentos com aplicação tópica de uma pomada contendo fosfato de ácido ascórbico comprovam que o composto exerce efeito supressor da pigmentação da ação da tirosinase pelo ácido ascórbico.
Possui ainda uma potente ação antioxidante e clareadora, tem capacidade de estimular a produção de colágeno na derme pelos fibroblastos, aumentando a hidratação e a elasticidade da pele.
Estudos sugerem a ação antessinais da vitamina C por se tratar de um cofator da lisil e prolil hidroxilas permitem a formação e a estabilização do colágeno de tripla-hélice, e sua subsequente secreção no espaço extracelular como procolágeno. O procolágeno e então transformado em tropo colágeno, e finalmente fibras colágenas são formadas por um rearranjo espacial espontâneo. Simplificando, o uso contínuo de Vit C colabora para a formação do colágeno que perdemos ao longo da vida.
A vitamina C regula também a síntese de colágeno tipo I e III na pele. Um trabalho recente demonstrou que, embora a capacidade proliferativa e a síntese de colágeno sejam idade-dependentes, o ácido ascórbico é capaz de estimular a proliferação celular, bem como a síntese de colágeno pelos fibroblastos dérmicos, independentemente da idade do paciente. O ácido ascórbico foi capaz de vencer a capacidade proliferativa reduzida dos fibroblastos dérmicos de indivíduos idosos (78-93), assim como aumentar a síntese de colágeno em níveis similares aos de uma pele jovem. Essa informação também sugere que o ácido ascórbico é capaz de superar a proliferação diminuída dos fibroblastos dérmicos na pele envelhecida e, ao mesmo tempo, induzir a síntese de colágenos tipos I e III. Também se mostrar vantajoso e benéfico no processo de cicatrização.
Por essas três importantes propriedades da vitamina C, muitos fabricantes desenvolvem ativos contendo vitamina C com diferentes associações e/ou propriedades específicas e formas de liberação. A Tave Pharma também tem a sua super vitamina C, o Serum Natural C.
Uma associação de vitamina C tópica, ácido ferulico, vitamina E e ácido siálico, essa associação confere alta estabilidade e potência para a vitamina C. O toque extremamente leve e suave, agrada os clientes masculinos e jovens. Já as mulheres com pele manchada, cansada ou com poros abertos, acham no Natural C um grande aliado. Outra dica boa e usá-lo como pré-filtro para potencializar os efeitos protetores do seu filtro usual. E o melhor de tudo, não tem aquele toque oleoso que tanto incomoda.
Peça para seu médico nosso “Natural C Tave Pharma”, e veja todo o poder da vitamina C na sua pele.
Dra Anelise Taleb
CEO Tave Pharma, farmácia de manipulação.
23/08/17